sábado, 18 de setembro de 2010

Da série "Pacto conjugal" - Querem fazer Deus de Trouxa

Estou meditando sobre o "Pacto Conjugal" faz algum tempo...


Quero ser duro e ríspido, portanto prepare-se!

Não posso ficar quieto quando alguém diz "nossa relação está desgastada, só resta a separação"

Deixa-me expor o que está na Bíblia.

Em tempo: Se você não confia na Bíblia ou não entende que é a Palavra de Deus para você, então nem continue e procure algum evangelista para se converter!

O que escrevo aqui só vale para casados cristãos, pessoas que tem seu nome escrito no livro da vida! Se não sabe o que é isto, procure algum evangelista para se converter!

Portanto, pegue sua Bíblia, assopre o pó, e abra-a não para ler, mas para meditar.

Em tempo: meditação é uma instrução bíblica! Você não precisa fazer ioga para meditar! É só ler um versículo, pensar, ler denovo, pensar, entendeu?



Vamos lá!

1) Quando leio em Gênesis e em Marcos 10:7 "e se tornam um uma só carne", não se está falando em sexo, união carnal, mas em união espiritual, os dois tornam-se uma só pessoa! Entenda, um não pensa nem decide nada na SUA PRÓPRIA VIDA sem consultar, conversar, admoestar, aconselhar junto com o cônjuge.

2) Aos maridos está escrito: Efésios 6:28 amem suas mulheres, ao ponto de dar sua própria vida por ela. Entenda, homem, o mandamento aqui é AMAR, e é fazer alguma coisa para o conjuge sem esperar retorno, sem esperar resposta, sem ganhar nada em troca.

3) Às mulheres está escrito, Efésios 6:22 Gênesis 3:16 seu desejo é dêle, faça o que êle quer, o que pedir!



Agora, vamos meditar...

Qual a mulher que não ama seu marido? a Palavra não manda a mulher amar... porque é a natureza dela... amar. A mulher é conquistada!

Mas manda o homem amar, porque a natureza dêle é receber algo em troca... homem não ama, é atraído, sempre quer algo em troca...

Assim, qual a mulher que por amor não faz o que seu marido manda fazer?

Assim da mesma forma qual homem que ame sua mulher vai pedir ou mandar fazer algo que ela não queira?

Dá para entender? Há uma sinergia, e isto é que é o "pacto conjugal"



Aquelas palavras que ninguém mais quer dizer, e quando diz não obedece:

Prometo te amar, ser fiel, na alegria, na tristeza, na saúde na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte nos separe?????



Na primeira crise conjugal, já atira tudo para cima! Ai daquele que não cumpres seus votos perante o Senhor!



Depois não sabe porque o casamento "não deu certo"!!!

Não obedecem!!!

Se "juntam", para não fazer o "pacto conjugal", parece que Deus é trouxa! Fazem Deus de idiota!

No primeiro momento que pensou no seu par como cônjuge, o pacto conjugal entrou em ação!

O "pacto conjugal" é espiritual! Não precisa de "papel" não!

É o pacto conjugal que "segura as pontas" na hora da dificuldade!

É maior que o próprio amor.

Pensem nisto, enquanto lhes digo

Graça e Paz!

2 comentários:

Rê Xavier disse...

Sei que vou ser criticada até os ossos, mas faz parte.
Não é um tanto quanto machista, em tempos de vida financeira difícil, querer que apenas o homem trabalhe, para que a mulher, a exemplo de 100 anos atrás, fique em casa, lavando, passando e bordando? Eu devo ter o pensamento muito curto, porque vejo dessa forma. Se ambos trabalham, automaticamente poderão ter uma vida mais confortável e isso não influirá na felicidade do casal, pelo contrário, não haverão discussões por falta de dinheiro e outras questões materiais. Desculpe, mas é apenas a minha opinião.

Omar L M Rosa E Família disse...

OIÊ! Você não está errada, pois é a mentalidade atual! Mas, veja que a mulher continua trabalhando em casa, não mudou muito, pois contrata mulheres para fazer seu trabalho... Pense! em outro artigo vou falar sobre as qualificações necessárias para a mulher "do lar": administração, finanças, hotelaria, chef, enfermagem, psicologia com ênfase em relacionamentos.... Graça e paz! Obrigado pelo comentário!